COMUNICAÇÃO / NOTÍCIAS


02/05/2019 - 15:46

Milhares de trabalhadores participam de ato-show contra a reforma da previdência

Milhares de trabalhadores participam de ato-show contra a reforma da previdência Milhares de trabalhadores participam de ato-show contra a reforma da previdência Milhares de trabalhadores participam de ato-show contra a reforma da previdência


O Dia do Trabalhador em Caxias do Sul foi marcado por festa e mobilização do trabalhadores contra a reforma da previdência proposta pelo governo Jair Bosonaro e que está em curso no Congresso  Nacional. Cerca de 10 mil pessoas participaram ontem do Ato Show realizado nos pavilhões da Festa da Uva. A atividade foi uma promoção dos Movimentos Sindicais, Sociais e dos Trabalhadores de Caxias do Sul, CUT e CTB em conjunto com a rádio Viva FM.

O encontro iniciou por volta das 13h e trouxe, ao longo de toda a tarde, diversas participações  artísticas como o músico Gabriel Valin, Banda Reencontro, Sandro Coelho, Negão e Banda, Sétimo Sentido, Barbarella, Grupo Arrastão e Musical JM. Nos intervalos de cada atração, representantes dos sindicados e centrais sindicais alertavam os presentes sobre os perigos que esta proposta de reforma previdenciária significa para as futuras aposentadorias.

O coordenador da Secretaria de Organização e Política Sindical, Nelso Bebber, lembrou do valor do trabalho e da contínua ação do governo Temer e, agora, do governo Bolsonaro, para extinguir com os direitos dos trabalhadores. “Primeiro eles vieram com a reforma trabalhista, que retirou direitos históricos dos trabalhadores com a desculpa que iria gerar milhões de empregos. O que se viu foi um efeito exatamente contrário ao que diziam e hoje temos 13,4 milhões de pessoas em busca de trabalho”, lembrou o sindicalista. Agora, no governo de Bolsonado, uma das primeiras medidas tomadas foi extinguir o Ministério do Trabalho, que há mais de 80 anos coordenava as políticas de geração de trabalho. Agora eles vem com esta proposta de reforma da previdência que fará com que o trabalhador trabalhe até morrer para ganhar sua merecida aposentadoria”.

Ao longo de toda a tarde desta quarta-feira, diversos diretores do Sindicato dos Bancários participaram da atividade conversando com os trabalhadores presentes no evento e coletando assinaturas para o abaixo assinado contra a reforma da previdência.