COMUNICAÇÃO / NOTÍCIAS


13/06/2018 - 09:30

Inicia a Campanha Nacional dos Bancários de 2018

tituloImagemSYS


Inicia a Campanha Nacional dos Bancários de 2018

Reunidos em Assembleia Geral, na noite desta terça-feira, 12 de junho, na sede do Sindicato dos Bancários de Caxias do sul e Região, a categoria aprovou por unanimidade os sete itens da pauta. Hoje, 13, o Comando Nacional entrega a pauta de reivindicações, aprovada no domingo, 10, por 627 delegados presentes na 20ª Conferência Nacional, em São Paulo.

Os itens discutidos e aprovados ontem, em Caxias, são os seguintes:

1. Aprovação da Pauta de Reivindicações, que aponta como prioridades a defesa dos direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e a defesa da categoria, ameaçada pelos novos tipos de contratos previstos na lei (terceirização irrestrita, trabalho intermitente, autônomo, hipersuficiência). Para isso, os bancários vão reivindicar cláusula prevendo que novas modalidades de jornada e contratações só poderão ser adotadas pelos bancos por meio de negociação com o Sindicato.

Aumento real, defesa dos empregos – com a proibição das demissões em massa –, das homologações realizadas nos sindicatos (para garantir que os bancários recebam tudo que lhes é devido em caso de demissão), a manutenção da mesa única de negociações entre bancos públicos e privados, e a defesa dos bancos públicos, que estão sendo desmontados e preparados para a privatização, também serão pontos centrais na Campanha 2018.

2. Concessão de poderes aos entes sindicais para realizar negociações coletivas e para firmar as correspondentes Normas Coletivas de Trabalho.

3. Ratificar a decisão sobre pactuação de Acordos Coletivos de Trabalho previamente entabulados com o Banrisul sobre o ponto eletrônico, com o Banco Safra sobre “bancarização” e com o Banco Itaú sobre ponto eletrônico.

4. Deliberar sobre a concessão de poderes ao Sindicato e/ou à Fetrafi/RS para ajuizar Ações Coletivas em defesa de direitos e interesses dos integrantes da categoria profissional.

5. Deliberar sobre a inclusão de cláusula específica na correspondente Norma Coletiva de Trabalho, autorizando o desconto do salário de todos/as os/as integrantes da categoria profissional, caracterizado como Taxa de Sustentação da Campanha Salarial a ser destinada ao ente sindical que lhes representa.

6. Deliberar sobre a participação ou não do correspondente Sindicato em acordo de quitação anual de obrigações trabalhistas, previsto na nova redação do artigo 507B da CLT.

7. Deliberar sobre suspensão da assembleia para continuidade em nova data, mediante a convocação unicamente por meio dos veículos de comunicação dos entes sindicais.

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa

Foto: marlei Ferreira - Mtb 8542